seja bem-vindo ao nosso site!

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Escola incentiva aluno a escrever carta de despedida e mãe acha que filho ia se suicidar

Professores de uma escola secundária da cidade de Staffordshire (Inglaterra) solicitaram aos alunos a elaboração de uma redação. O objetivo dos professores era que os alunos fossem criativos, e que escrevessem uma carta como se tivessem uma doença terminal e apenas algumas horas de vida. Tinham também que fazer menção ao enterro. Pois bem, Wesley Walker, de 14 anos, pôs mãos à obra, mas dali saiu algo aterrorizador. O jovem escreveu uma carta (foto), para a sua mãe se despedindo: "Estou escrevendo isto para te dizer adeus e para agradecer por me teres dado vida. Por favor, não chore. Seja forte por mim", foram algumas das frases escritas pelo rapaz, que pediu ainda um favor para o seu funeral: "Quero ser lembrado pelos momentos bons e felizes. No meu funeral, peça que todos estejam presentes vestidos com cores vivas, como a minha personalidade", escreveu. Como despedida, no final, o jovem britânico desenhou um coração e alguns beijos: "Muito amor, de Wesley". Vicki Walker, a mãe, levou um susto quando leu a carta: "Ele me entregou a carta e subiu para o quarto. Só a li depois de alguns minutos. Desesperada, subi as escadas, achando que ia encontrá-lo morto na cama. As escolas não deveriam pedir que os alunos façam isso", disse a mãe, ainda assustada com a situação. A escola já pediu desculpas publicamente. Contudo, um porta-voz afirma que não vê problema algum neste caso, visto que o objetivo era trabalhar a capacidade criativa dos alunos.

Passageira é obrigada a ficar 10 horas próxima ao cadáver de um homem que morreu durante o vôo

Uma sueca foi parcialmente reembolsada pela Quênia Airways depois que ela foi obrigada a sentar-se, em um vôo de dez horas para a Tanzânia, ao lado de um passageiro morto. Lena Pettersson, uma jornalista da Sveriges Radio (Suécia), embarcou em um vôo no Aeroporto Schiphol de Amsterdã (Holanda) e imediatamente percebeu que um homem de 30 anos que estava sentado do outro lado do corredor estava passando mal. "Ele estava suando e tendo convulsões", disse ela para a "Sveriges Radio". "Aeromoças foram verificar, mas o avião decolou de qualquer maneira".
Os comissários de bordo perguntaram se tinha algum passageiro a bordo com experiência médica que pudesse ajudar, e alguém finalmente começou a realizar massagem cardíaca no homem, relatou o "The Local". No entanto, os esforços para reanimar o passageiro não foram suficientes, e ele faleceu no vôo noturno com destino a Dar es Salaam. As pessoas sentadas ao lado do homem morto foram trocadas de lugar, mas não havia outro lugar para Pettersson se mudar.
Quando Pettersson retornou de sua viagem, ela apresentou uma queixa contra a Quênia Airways e exigiu indenização. Depois de vários meses de trocas de e-mails, ela recebeu 713 dólares (cerca da metade do preço da passagem dela) e um pedido de desculpas.

Chinês bêbado aluga bicicleta para transportar moto.

O homem bebeu demais e percebeu que, caso fosse apanhado pela polícia, seria multado. Assim, decidiu ir a uma loja de aluguel de veículos e levar a sua motoneta em cima da bicicleta. Mas não deu certo. Isso só chamou mais a atenção e ele acabou detido pela polícia da cidade de Changsha. Além de cometer a mesma infração, conduzir um veículo alcoolizado, em via pública, o homem foi ainda multado por condução perigosa e por transportar carga demais.

 
A maioria do conteúdo deste site foi retirado da Internet, por isso, não nos responsabilizamos e nem temos direitos autorais sobre as imagens e textos. Caso algum conteúdo seja de sua autoria, favor nos contatar, para que possamos remover ou colocar os devidos direitos autorais.Copyright© 2013-2017